A tecnologia de computação em nuvem revolucionou o mundo corporativo. O tema vem recebendo grande atenção de empresas do mundo todo, de todos os portes, devido ao benefícios, sendo eles: economia, sustentabilidade, portabilidade, flexibilidade e entre outros. Mas o que muitas empresas se perguntam no momento de investir numa tecnologia desse porte é: qual o modelo de cloud ideal para a minha empresa?

Existem basicamente 3 modelos de cloud computing:

Nuvem Pública: Esse formato de serviço é prestado por um fornecedor a usuários comuns ou empresas, utilizando-se da internet. Sendo ele responsável pela proteção, manutenção e gerenciamento dos dados. A cloud pública é baseada n pay-per-use, ou seja, a empresa contratante paga apenas o quanto usar dos recursos de cloud, isso faz com que reduza significativamente o investimento inicial. É recomendado para companhias que possuem uma carga de trabalho relativamente simples.

Nuvem Privada: É construída exclusivamente para uma única empresa. Com esse formato é possível simplificar a administração de desktops, controlar os aplicativos acessados, reduzir custos de taxas de licenciamento de software, entre outras vantagens. Oferece um controle maior da área de infraestrutura. Esse modelo é uma boa escolha quando a empresa roda aplicações que armazenam dados altamente sensíveis e possuem foco em governança e segurança.

Nuvem Híbrida: O modelo híbrido é uma combinação de cloud pública e privada. Isso permite que as organizações tenham à sua disposição a automação de nuvens públicas, com os benefícios de segurança e privacidade da nuvem privada. Esse modelo é adequado para empresas que possuem aplicações padrões e customizadas, e já investiram em infraestrutura no passado, por isso, não é necessário perder as antigas aquisições.

Há diversas opções de modelos de cloud computing, portanto, é importante conhecer os processos, aplicações e objetivos da sua empresa antes de escolher sua nuvem.

Comentários